Principais Regras de educação  – Conheça o que é importante!

As regras de educação são importantes e aprendida aos poucos pelas crianças. O importante é estar disposto a ensinar.

Agradecer

Ao ensinar o seu filho a dizer “obrigado” quando ganhar um presente ou for elogiado, é importante fazê-lo entender que quem lhe deu o presente e elogiou se preocupou e lembrou dele, e, por isso, deve ser agradecido.

A criança precisa aprender a sempre agradecer. Mas evite dar broncas, porque, muitas vezes, só está sendo sincero. Também há a questão da empatia que influencia como a criança agradece um presente se ficar sem graça com a atitude do filho, basta pedir desculpas para quem o presenteou.

Pedir “por favor”

A criança precisa observar que você e outros adultos usam o “por favor” dentro e fora de casa. Com adultos dando o exemplo todo o dia, é mais fácil cobrar o mesmo de seu filho. É importante estar sempre lembrando-o de pedido de acordo com as situações até se tornar um costume usá-lo. Se ele não pedir com “por favor”, não ceda.

Somente por volta dos 4 e 5 anos é que começamos a entender as normas sociais.

Desculpa

Pedir desculpa não deve ser uma simples obrigação, é importante entender o motivo para pedir desculpas. Leve sempre em consideração a idade do seu filho. Apenas por volta dos 4 anos, é que ele vai começar a compreender mais profundamente o que é certo ou errado.

Emprestar

Criança com até 3 anos, tem dificuldade em entregar algo dela para outra pessoa e entender que receberá de volta. Crie trocas e/ou objetos repetidos quando ele for encontrar outras crianças da mesma idade. Conviver com irmãos, primos e colegas de escola torna a situação mais fácil.

Respeito

Aprender a respeitar os mais velhos é muito importante, seja com adultos próximos ou que não vê com frequência. O diálogo é importante e é preciso ter adultos que deem o exemplo no dia a dia. Ele tem que entender que o tratamento com uma pessoa mais velha é diferente do que ele dá para amigos da escola. Os mais velhos precisam ser vistos como pessoas com mais experiência e que merecem ser ouvidos.

Paciência

As crianças são muito inquietas, principalmente, quando tem que esperar em filas ou para serem atendidos. É preciso ter paciência e ensinar aos poucos que ele precisa ser mais paciente e que tudo tem a sua hora. O seu filho precisa perceber que o seu momento chegará.

A Pirraça

Quando sua criança começa a chorar, subir na mesa, rolar no chão e não quer devolver o brinquedo, tenha paciência e nãos e desespere. Perder o controle e se alterar só irá tornar as coisas piores, fazendo a criança acreditar que só se alterando terá o que quer. O que ele quer é chamar a atenção e ao consegui-la com a pirraça, ele encontra uma brecha para ter o que quer.

A pirraça ou birra é uma forma que a criança encontra para demonstrar independência e suas vontades e, normalmente, acontece após 1 ano e meio. Caso o seu filho obtenha o que quer, dê pouca atenção, com um sermão rápido falando que essa não é a forma correta para ter o que quer. Ignore a criança e deixe ela se acalmar, conversando e a abraçando. Caso isso aconteça em lugar público, leve a criança para casa e dê o sermão explicando o porquê.

Não quero comer!

A maior parte das mães encontram obstáculos ao alimentar o seu filho. É muito importante prestar atenção ao que e quanto ele está comendo. Em alguns casos, é importante procurar por um médico para que aconteça uma avaliação para verificar se não é uma doença da infância que reduz o apetite e levando ao baixo ganho de peso.

Quando uma não come determinado alimento, porém gota de outro que fazem parte do mesmo grupo alimentar, não tem problema e ela não deve ser obrigada. Não é indicado forçar comer os alimentos recusados. Mas, o alimento deve ser sempre oferecido.

Quando uma criança não come o almoço e o jantar, você não deve substituir a refeição por um lanche. Observe o comportamento e tente descobrir o porquê de não querer comer.