Petiscos para bebê – pode?

As crianças adoram guloseimas como pirulito ou chocolate. Mas nada disso é saudável. Elas devem ser incentivadas desde pequenos a comer comidas que fazem bem para saúde.

Comendo com as mãos

Os petiscos são práticos para as crianças comerem, pois podem ser pegados com maior facilidade. Além disso ajuda com o desenvolvimento da coordenação motora e aumenta as opções do cardápio.

Os bebês que ainda possuem poucos meses gostam de pegar os alimentos e levá-los a boca com a mão. Por isso, para que a situação fique mais divertida para eles, você pode deixar um prato de petiscos por perto na hora da refeição. Enquanto o pequeno é alimentado normalmente com a colher, ele está livre para pegar algum petisco colocado ao seu alcance, como bolinho de arroz ou uma tira de cenoura.

Na hora da sobremesa e do lanche, de vez em quando, podem ser servidos pedaços, queijo em cubinhos ou goiabada, por exemplo, para que os pequenos possam comer com a mão ou um garfinho.

Quando começar a comer petisco sozinho

Quando o bebê chega aos seus 6 meses e já pode comer a papinha, é a hora de começar a estimular mais o desenvolvimento motor, ampliar o interesse dele em descobrir diferentes sabores e texturas e estimulá-los a comer sozinhos.

Para facilitar toda a situação é bom usar um plástico em cima do caldeirão para diminuir a sujeira danada. O recomendado é colocar um pouco da papinha em um potinho ou prato separado, para que enquanto é alimentado com as colheradas em sua boca. É importante permitir que ele coloque a mão na comida para sentir e se familiarizar com o gosto e a sensação. Isso o ajuda a aceitar a comida e se divertir.

Os petiscos devem ser pequenos e colocados em um prato com separações para que ele possa pegar e comer sozinho. Os melhores para serem servidos nas refeições principais são legumes cozidos, como cenouras, batatas, couve-flor. Para sobremesas o ideal são frutas cortadas em meia lua, como banana ou manga, pera. Para o lanche torrada macia de pão integral ou um palito de queijo.

Recomendações

Por mais que as crianças gostem de doces, o açúcar e alimentos industrializados não devem ser inseridos na alimentação da criança antes dos dois anos de idade e sem a recomendação de um pediatra. Os bebês devem ser estimulados a mastigar e diferenciar os alimentos já no começo da introdução alimentar.

Eles não precisam beber sucos, mesmo os naturais, porque só estarão consumindo a frutose. Ela é o açúcar da fruta, sem as fibras e as vitaminas que realmente importam. Além disso, o bebê deve começar a se acostumar a beber água quando está com sede.

Os alimentos industrializados em excesso fazem mal, tendo uma grande quantidade de conservantes, agrotóxicos e açúcar.

Tempo

É claro que, oferecer uma comida saudável caseira fresquinha pode ser difícil para as mães que trabalham todos os dias. Mas, existem formas de lidar com isso.

Um bom método é cozinhar a refeição para a semana e congelar. Também, é uma boa ideia comprar comida em um restaurante vegetariano por quilo para ter em mãos uma grande variedade de legumes com pouco tempero.

Se ainda preferir a comida pronta, não compre nada das prateleiras de supermercado. A comida deve ser sempre caseira, sendo que há marcas e lojas que fazem comidas para bebês na hora. Normalmente, oferecem papinhas salgadas, todas feitas com ingredientes 90% orgânicos, separadas conforme quantos meses o bebê tem. As papinhas devem ser temperadas só com um pouco de sal marinho.

Além das salgadas, ainda, existem as papinhas doces que são feitas por meio da combinação de frutas e os doces saudáveis feitos com açúcar mascavo, leite de coco e outros ingredientes orgânicos. Os alimentos congelados podem ficar 5 dias na geladeira ou até 30 se for guardada no congelador.

Comida caseira

Preparar as refeições em casa pode ser uma tarefa bem agradável e a melhor opção para as crianças. É importante que as crianças possam estabelecer com a comida e saber como elas ficam prontas. Mas, oferecer as comidas prontas de vez em quando não é algo ruim, desde que elas tenham uma boa qualidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here