Fraldas hipoalergênicas–evite alergia nos bebês

fraldas antialergicas

A maior vantagem das fraldas hipoalergênicas é que elas não provocam alergias – e de quebra não agridem o meio ambiente

Apesar de as fraldas hipoalergênicas, ou seja, que não provocam alergias na pele sensível do bumbum do bebê, serem o sonho de consumo de qualquer mamãe e papai, elas não são necessárias para todos os pimpolhos. Afinal de contas, a grande maioria das crianças não apresenta nenhum problema ao usar as fraldas comuns.

Mas se o seu filhote estiver sofrendo com a alergia de fraldas, ou dermatite, como o problema é chamado pelos médicos, a opção é partir para os produtos hipoalergênicos, para cuidar da pele do seu bebê e acabar de vez com o problema da vermelhidão, das assaduras e até das descamações com sangramento.

As assaduras comuns, que normalmente aparecem em bebês com até 2 anos de idade, podem ser facilmente tratadas com pomadas e óleo de calêndula ou de coco. Mas se o problema persistir, é aconselhável procurar um pediatra ou dermatologista e fazer a transição para as fraldas hipoalergênicas.Fraldas absorventes

Os sinais mais visíveis de que o problema está começando a exigir maiores cuidados são a vermelhidão excessiva no bumbum do bebê, mas também na região genital, na virilha e na área do baixo ventre – sim, a condição pode se espalhar e se tornar mais grave, deixando a criança vulnerável a outras infeções e doenças de pele.

A primeira fralda hipoalergênica que surgiu no Brasil foi a Wiona, que também é ecológica. Ela realmente protege a pele delicada do bebê e de quebra não agride o meio-ambiente. A Wiona é altamente absorvente, razão pela qual ajuda a tratar e a prevenir o problema da dermatite de fralda, por manter o xixi completamente longe do bumbum do seu filhote.

Sua composição conta com 75% de insumos naturais e renováveis, consistindo de celulose extraída de madeiras advindas de bosques de reflorestamento sustentável. Seu branqueamento é feito com oxigênio, sem o uso de cloro, e a película externa das fraldas é de origem vegetal. Portanto, elas são 100% biodegradáveis. O linguajar é meio técnico, mas o fato é que a fralda Wiona realmente projete a pele do bebê contra a dermatite e, se o problema já tiver surgido, ela o faz melhorar e muito.

Mas existem também outras marcas, como a Fralda Ecológica Descartável Herbia Baby. Ela é produzida com bioplástico compostável e matérias-primas renováveis e não contém perfumes. Sua embalagem externa e a película interna são feitas com bioplástico e matérias-primas como a mandioca, e assim ela se decompõe mais facilmente. Seu interior também foi produzido a partir de matéria-prima renovável e certificada de reflorestamento.

Mais uma vantagem dessa fralda é que ela não é testada em animais, mas apenas em laboratório, com instrumentos apropriados. Ela proporciona até 8 horas de absorção e é muito gentil com a pele delicada do bebê. A Herbia também não contém perfumes, que podem ser altamente alergênicos se o seu bebê tiver predisposição para dermatites.

Fraldas Ecológicas

A Pampers, líder nacional nesse mercado, não quis ficar atrás quando as fraldas hipoalergênicas começaram a surgir, e também lançou a sua. As Fraldas Hipoalergênicas Pampers têm laterais suaves e bem flexíveis, que se esticam e se ajustam aos movimentos do bebê. E ainda vêm com uma loção hipoalergênica que ajuda a proteger ainda mais a pele sensível do bumbum, mas tem perfume (embora suave e delicado).

É claro que as fraldas hipoalergênicas custam mais caro, mas quando se trata da saúde e dos cuidados com o seu bebê, não há preço que pague a segurança de saber que o bem-estar dele está garantido.